Definitivamente, não. Se você quer dar a seriedade que a criação de um nome merece, saiba que é um processo rigoroso, longo, exaustivo. São centenas de nomes pensados até que surja um que funcione, que seja coerente com a estratégia da marca e que esteja legalmente disponível. Criar nomes é para quem tem o coração forte.